Trilha inca 54 resultados
Mistério inca
Clique para classificar o artigo
misterio machu picchu

Machu Picchu se tornou um dos destinos turísticos mais populares do mundo. Existe uma vasta literatura publicada sobre este local. Tudo o que se pode dizer sobre as maravilhas do mundo está rodeado de mistérios. Quem construiu? Para que foi construído? Por quem foi habitado? Por que foi abandonado? Os invasores sabiam disso? Qual era o seu nome original? Etc. Essas e outras questões cercam constantemente Machu Picchu.


A construção dele

  • A cultura Inca se desenvolveu entre 1200 DC e 1533 DC. Machu Picchu, uma de suas obras arquitetônicas mais destacadas, segundo os testes de carbono 14, foi construída entre 1438 e 1470.
  • O imperador Inca Pachacutec ordenou que sua construção fosse sua residência e de sua família.
  • No entanto, segundo vários estudos, também serviu como centro agrícola e fortaleza militar que demarcava os limites do império com a região de selva do império.
  • A construção de Machu Picchu estava inacabada. Isso é demonstrado pelos templos e gabinetes que não foram totalmente concluídos.
  • Para conseguir mão de obra, os incas usavam homens de cidades recentemente conquistadas no norte do império (as chamadas ‘mitimaes’).
  • A construção harmonizou-se com o ambiente natural que a rodeia. Segundo a pesquisadora espanhola María del Carmen Rubio (e apoiada por vários arqueólogos e pesquisadores), seu nome verdadeiro era ‘Patallaqta’.

A descoberta dele

  • A descoberta de Machu Picchu ocorreu em 1911. O explorador americano Hiram Bingham, que através da população local sabia da existência de uma antiga cidadela inca perdida na vegetação, chegou e conscientizou o mundo da importância da ‘cidade perdida dos incas’.
  • A primeira publicação ocorreu no mesmo ano por meio da revista National Geographic Society. Desde então, a fama de Machupicchu atingiu níveis internacionais.
  • Em 1902, nove anos antes da chegada de Hiram Bingham a Machu Picchu, o morador de Cusco Agustín Lizárraga, junto com outras três pessoas, chegou à cidade inca e escreveu seu nome no setor do ‘Templo das 3 janelas’.
  • Machu Picchu era conhecido pelos habitantes locais. Porém, com a chegada de Hiram Bingham, o mundo conheceu a real importância da cidade inca. Por isso, o explorador americano é conhecido como o ‘descobridor científico de Machu Picchu’.
  • No entanto, Hiram Bingham morreu acreditando que sua descoberta era a ‘cidade perdida dos Incas’. Ou seja, o último refúgio inca em Vilcabamba, de onde lutaram contra os espanhóis.

Seus misteriosos recintos

  • Estima-se que a cidade inca de Machu Picchu tenha mais de 150 edifícios entre recintos, templos, pontes, escadas, plataformas e muito mais.
  • Embora seus templos formidáveis e recintos de pedra se destaquem; a maior parte de Machu Picchu é subterrânea. Segundo o engenheiro americano Kenneth Wright, os incas se esforçaram muito para cavar e colocar pedras no subsolo. Assim, eles transformaram a geografia acidentada em um lugar propício para se viver.
  • Alguns dos edifícios mais famosos são: o Intihuatana, o Templo do Sol, o Templo da Lua, o Templo das 3 Janelas, o Templo Principal, o Templo do Condor, o Intipunku, a Rocha Sagrada, etc.
  • Quase todas as construções estão no setor urbano. Nas altas montanhas circundantes (Huayna Picchu e a montanha Machu Picchu) existe um conjunto de escadas que conduzem aos seus picos. Durante o passeio é possível apreciar mais conjuntos de plataformas e edifícios menores.
  • No entanto, as misteriosas construções de Machu Picchu ainda estão sob investigação. Em 2010, os pesquisadores franceses David Crespy e Thierry Jamin afirmaram ter descoberto em Machu Picchu uma porta secreta coberta de pedras onde uma tumba real muito importante seria encontrada. A permissão para escavar o local foi rejeitada pelas autoridades peruanas que acreditam que isso poderia danificar o sítio arqueológico. Até hoje você não entra nesta porta secreta e descobre o que está escondido lá dentro.

Pachacutec

  • Pachacutec foi o primeiro e mais importante imperador inca (algo como Augusto dos Incas). Foi ele quem ordenou a construção de Machu Picchu para se tornar seu lugar de descanso com sua família.
  • Durante a construção de Machu Picchu (entre 1438 e 1470), o império dos Incas viveu a expansão mais vertiginosa de seu território. Pachacutec foi quem liderou essa expansão que incluiria parte dos territórios do Peru, Bolívia, Equador, Colômbia, Chile e Argentina.
  • Segundo os cronistas espanhóis, o Inca Pachacutec foi sepultado em suas terras de Patallaqta, que seria o verdadeiro nome de Machu Picchu.
  • As investigações em Machu Picchu não encontraram a tumba de Pachacutec. Segundo os pesquisadores franceses David Crespy e Thierry Jamin, ele foi encontrado na ‘porta secreta’ encontrada na cidade inca em 2010.
  • Da mesma forma, o cronista Juan de Betanzos lembra que Pachacutec foi sepultado no setor Toqocachi (no atual bairro de San Blas da cidade de Cusco =. No entanto, sua múmia também não foi encontrada lá.
  • Por fim, alguns pesquisadores apontam que o corpo de Pachacutec está nas tumbas subterrâneas do atual hospital de San Andrés, em Lima. Apesar disso, ninguém conseguiu encontrar os restos mortais do imperador Pachacutec.

A chegada dos espanhóis

  • Os espanhóis chegaram à cidade de Cusco em 1533. Nesse mesmo ano Manco Inca se rebelou, fugindo para seus reinos ocultos de Vilcabamba, de onde declarou guerra aos invasores espanhóis.
  • Em 1537, uma grande parte dos habitantes de Machu Picchu juntou-se ao exército de Manco Inca e deixou a cidade. Assim, o local ficou com poucos visitantes que viviam da terra em que trabalhavam.
  • Devido ao difícil acesso a Machu Picchu, os espanhóis não chegaram lá para destruir seus templos e recintos. Porém, em 1570, por acordo do rebelde inca Titu Cusi Yupanqui com os espanhóis, um grupo de evangelizadores chegou à cidade inca. O antropólogo Luis Guillermo Lumbreras lembra que provavelmente foram esses evangelizadores que incendiaram parte do Templo do Sol.
  • Com a derrota dos rebeldes incas de Vilcabamba em 1572, as poucas pessoas que habitavam Machu Picchu tiveram que abandoná-la para aderir ao novo estilo de vida da colônia espanhola. A cidade inca, aos poucos, foi recoberta por densa vegetação até que em 1911 Hiram Bingham deu a notícia de sua existência ao mundo.

A Trilha Inca

  • Atualmente, a maioria dos turistas visita Machu Picchu através de uma viagem de trem de Cusco de quase 4 horas.
  • No entanto, a viagem de trem não é a única maneira de chegar lá. Durante a época inca, a única maneira de chegar a Machu Picchu era pela rota pelas estradas ‘qhapac ñan’ ou incas. O ponto de partida foi a cidade de Cusco, capital do império.
  • Os Qhapac ñan eram formados por mais de 30 mil quilômetros de estradas que percorriam as costas e montanhas sul-americanas. Eles foram construídos durante o governo Pachacutec (1418 – 1471).
  • Atualmente, um trecho da rota de qhapac ñan a Machu Picchu foi preparado para os turistas. Esse percurso de 39 quilômetros é chamado de ‘Trilha Inca Clássica’, tem duração de 4 dias e só pode ser feito através de um passeio contratado por uma agência de turismo.
  • A clássica Trilha Inca é a maneira mais aventureira de chegar a Machu Picchu. As outras formas são: a) o passeio de trem de Ollantaytambo eb) o percurso opcional pela Hidrelétrica.
  • A clássica Trilha Inca para Machu Picchu é considerada uma das melhores trilhas para caminhadas do planeta. Devido à grande procura de passeios, recomenda-se adquiri-los com 6 ou 7 meses de antecedência.

 

De Inca Trail Machu Picchu - Ultima atualização, 12-05-2021


Os antecedentes de Cultura do Império Inca é cheio de mistérios para resolver, é para admirar o trabalho construtivo dos Incas.


Marcado com: