Trilha inca 61 resultados
Natureza 11 resultados
Como evitar o impacto ambiental na Trilha Inca?
Clique para classificar o artigo
Impacto ambiental da trilha inca

A Trilha Inca está localizada dentro do chamado ‘Santuário Histórico de Machu Picchu’, uma área repleta de uma diversidade de flora e fauna digna de admiração. Devido a isso, as autoridades peruanas implementaram várias regras para proteger e conservar esta fabulosa área natural. Os turistas, por sua vez, devem evitar deixar resíduos durante o percurso. Saiba quais são essas regras e como podemos ajudar a evitar o impacto ambiental nesta trilha de caminhada.


Por que devemos cuidar do meio ambiente na Trilha Inca?

Uma das melhores trilhas para caminhadas do mundo é a Trilha Inca, uma rota de 39 quilômetros que termina em Machu Picchu.

Porque a rota passa por parte de a famosa rede de qhapac ñan (trilhas incas) É considerada Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco.

Da mesma forma, a rota atravessa importantes sítios arqueológicos incas, como Llactapata, Runkurakay, Saycamarca, Phuyupatamarca e Wiñaywayna. Por assim dizer, o destino final é a cidade inca de Machu Picchu, considerada uma das maravilhas do mundo moderno.

A geografia que circunda a Trilha Inca é montanhosa e repleta de vegetação típica da região de alta selva. Ao longo do percurso é possível avistar diferentes espécies de árvores e flores. A orquídea e suas mais de trezentas variedades se destacam. Também é possível ouvir o canto do galo das pedras e muitos outros pássaros. Embora seja difícil encontrar um, o urso de óculos ou o veado andino também habitam esta área.

Por tudo isso, é importante cuidar do meio ambiente na Trilha Inca.


É perigoso o impacto ambiental na Trilha Inca?

Como qualquer grande destino turístico, o impacto ambiental sofrido por este atrativo turístico é, muitas vezes, irremediável.

O impacto é gradual, lento e progressivo. Pode atingir sua total alteração, afetando os moradores e seu ambiente natural. Pode até afetar a segurança dos visitantes.

Os problemas ambientais na Trilha Inca são causados ​​por acampamentos, deterioração dos solos, perda de vegetação exótica e isolamento da fauna natural. Com o aumento de visitantes, são gerados resíduos sólidos, desmatamento, poluição ambiental, poluição hídrica, poluição sonora, erosão de encostas e até deslizamentos.

Por exemplo, em 2013, SERNANP (Serviço Nacional de Áreas Naturais Protegidas do Estado Peruano) coletou 1.360 quilos de resíduos. Os 136 trabalhadores e jovens voluntários de Cusco que participaram desta campanha para limpar a Trilha Inca, contribuíram para limpar a rota de caminhada. Eles também ajudaram no cuidado dos ecossistemas e da biodiversidade das espécies da flora e da fauna que ali habitam.

Em 2014, o SERNANP organizou novamente a limpeza da Trilha Inca e ficou agradavelmente surpreso que o lixo inorgânico coletado pelos guardas-florestais foi reduzido para 950 quilos. Segundo a SERNANP, isso se deve às constantes campanhas de conscientização sobre o impacto negativo do despejo de resíduos sólidos na rota da Trilha Inca. Além disso, demonstra o comprometimento da população local, visitantes, instituições públicas e privadas.


Como é controlado o impacto ambiental da Trilha Inca para Machu Picchu?

SERNANP é responsável por proteger o ambiente natural e paisagístico da Trilha Inca. Tem ainda a função de conservar os ecossistemas naturais, espécies da flora e fauna nativas e proceder à sua intervenção de restauro, se necessário. Por fim, busca conservar o uso de ecossistemas, solos, água e construções da cultura Inca e seus predecessores.

Como parte do controle dos impactos ambientais sofridos pela Trilha Inca, tem como objetivo:

  • Promover a investigação científica e biológica sobre o Património Natural deste atractivo histórico, natural e cultural.
  • Manter o equilíbrio ecológico e as belezas naturais é outra tarefa que você deve cumprir. O objetivo é fazer com que os visitantes desfrutem, respeitem e obtenham um maior conhecimento dos recursos naturais que se encontram na Trilha Inca a Machu Picchu.
  • Orientar permanentemente os usuários da Trilha Inca sobre como se comportar neste importante sítio natural, como respeitar a flora e a fauna do local, como garantir a conservação do ecossistema e não deixar rastros de sua passagem pelo local.

Para tanto, existem vigilantes do parque e pessoal de segurança cujas instruções devem ser obedecidas. Desta forma estaremos colaborando com a conservação e controle dos impactos ambientais sofridos pela Trilha Inca.

Trilha Inca Machu Picchu

Como colaborar para que a diversidade biológica não seja afetada na Trilha Inca?

Para reduzir o impacto ambiental na Trilha Inca, o turista deve cumprir as seguintes normas:

  • Reduza ao máximo a opção de gerar lixo, desde o momento de preparar sua caminhada, pela Trilha Inca.
  • Traga de volta todo o lixo que você gerar.
  • Evite deixar qualquer resto de comida no chão.
  • Não jogue pontas de cigarro no chão.
  • Traga cantinas, não garrafas plásticas de água.
  • Não inicie a flora selvagem.
  • Não coma frutas silvestres.
  • Caminhada, nas trilhas permitidas.
  • Não inove, novas trilhas.
  • Verifique se os acampamentos estão montados, apenas em locais permitidos.
  • Deixe o site limpo, sem deixar vestígios da sua presença.
  • Ao caminhar em grupo, não se separe do grupo, para que o impacto seja menos severo.
  • Não pise em plantas ou musgos, eles são muito frágeis e demoram para se recuperar.
  • Não use sabonete ou shampoo, desnecessário e contamina a água.
  • Tenha cuidado para que o pessoal da cozinha não use detergentes para a lavagem. A água quente é um bom substituto para o detergente.
  • Não capture ou persiga animais.
  • Não extraia evidências arqueológicas (fragmentos de cerâmica, rochas e outros).
  • Não pinte, nas paredes incas.
  • Não pise, sinta ou escale as paredes das construções incas.
  • Não acampe nos vestígios arqueológicos.
  • Fiquemos calados, em nossa jornada, o ruído altera o trânsito e a fuga dos animais.
  • Não siga os animais, apenas observe-os o mais longe que puder para não perturbá-los.
  • Evite deixar resíduos de alimentos no caminho, não só mantendo o local limpo, mas também evitando que os animais alterem sua dieta.
  • Ajude a proteger a flora e a fauna naturais, abstendo-se de comprar suas peles, artesanato de suas peças, remédios, etc.
  • Não faça fogueiras.
  • Não compre postes de madeira, evitando assim o abate desnecessário de árvores.
  • Verifique se a sua operadora utiliza apenas os sacos vermelhos e verdes, exigidos pela Direcção Regional da Cultura e SERNANP.

 

De Inca Trail Machu Picchu - Ultima atualização, 11-11-2021


Interessado na Trilha Inca? Saiba mais sobre Natureza!